Bem vindos à minha casa!

Se você chegou até aqui é porque gosta de decoração, comidinhas gostosas, casinha arrumada. E é o que você vai encontrar, mas com um detalhe:, tudo com pouquíssimo dinheiro, muita criatividade, reciclagem e reaproveitamento. Entre e fique à vontade e por favor, comente. Adoro ouvir as opiniões de quem passa por aqui. E as perguntas, dúvidas ou sugestões deixadas nos comentários, serão respondidas por aqui mesmo.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

2

Caixa de MDF com FOTOS

Tricotando  Criando







Material Usado:

•    1 caixa de MDF 
•    feutro 
•    goma laka 
•    pincéis 
•    tinta branca 
•    tinta preta 
•    fita 
•    cola quente 
•    multi colage

Pinte por fora da caixa de MDF com a tinta branca.
Com o auxílio de um pincel, passe a multi colage no fundo da caixa.
Recorte o feutro na medida exata do fundo da caixa e cole.
Recorte o feutro dos lados e cole também.
Faça o mesmo na tampa da caixa.
Tire a cópia das fotos que você prefirir.
Antes de colar as fotocópias, impermeabilize com a goma laka.
Ao ir colando as fotos, passe um paninho para tirar as possíveis bolhas de ar.
Cole as fotos na tampa e também nas laterais da caixa. Você pode colocá-las recortadas ou fazer sobreposições.
Corte os excessos das fotos que ficar nas laterais e nos cantos, finalize com a cola multi colage.
Finalize colocando uma fita ou renda, com a cola quente, nas diagonais da caixa.
Está pronta a sua caixa. Você pode fazer tanto para dar para o namorado ou namorada, como para dar de aniversário ou recordações. É só usar a criatividade.


Técnica de decoupage sobre massa corrida

Prepare a caixa, da mesma forma da anterior. Use somente a massa corrida da seguinte forma: espalhe com uma espátula ou faca, fazendo umas irregularidades, bem disformes. Uns lugares mais altos e com mais massa outros menos.

Espere secar e pente o contorno da caixa da mesma forma ou faça uma técnica como o craquelê, pois essa é mais simples. Depois de seco, escolha o guardanapo, de preferência uma cor que combine com a pintura que se fez no contorno da caixa. 

Pinte também o fundo e passe o verniz. Cole o guardanapo com o verniz acrílico e passe o plástico. Como esse verniz é muito bom para colar, aperte ou mesmo passe de leve sobre aqueles furinhos do guardanapo que eles somem e fica parecendo uma pintura do tão bem feito.

Espere secar, passe duas mãos do verniz acrílico ou uma deste e uma do geral. Se quiser, em vez de passar o verniz ao redor da caixa, pode se passar cera com betume ou ceras coloridas com purpurina.

Quinta aula de decoupage básica

Decoupage em pratos de vidro:

Tem mais de uma técnica. Esta, só pode ser feita, com o guardanapo que tenha desenhos contínuos como flores espalhadas por ele todos, se for de natal, Bico de papagaio ou alegria de salão que tem nozes. Enfim não pode ser guardanapos com 4 figuras separadas porque elas não sairão inteiras, fica feio demais. Para se fazer com uma figura centralizada, é uma outra técnica. A decoupage dupla.

O prato a ser usado deverá ser o marinex transparente. O grande fica mais bonito. Tem o de sobremesa. O fundo e também as travessas. Para aparelho de jantar de natal fica lindo e de frutas e flores para casa de campo, fazendas. Fica um aparelho muito bonito e fácil de repor caso quebre. Só deixar uns dois pacotes de guardanapos guardados de reserva.

Limpar bem o prato com álcool. Colocar sobre uma lata de tinta ( para suporte pois ele tem que ficar elevado). Usar para colar, o verniz acrílico a base de água do tipo do liquibrilho. Existem muitas marcas a escolha. Descascar o guardanapo tirar as duas folhas brancas. Passar o verniz bem passado e dar uma batidinha ao redor das bordas do prato.

Colocar o guardanapo com a frente virada para o fundo. Ex: o guardanapo será colado na parte de fora do prato ou seja no fundo. Prestar ATENÇÃO, para colocar o lado direito para dentro para quando virar o prato, o lado certo do guardanapo vai aparecer. Colar e para ficar liso, colocar um plástico fininho aberto sobre ele, e ir passando a mão bem de leve. Retirar o plástico e dar umas batidinhas em algum lugar que não ficar bem colado. Espera secar. Primeiro corta com uma tesoura as sobras do guardanapo.

Passar uma mão do liquibrilho ou verniz à base de água e esperar secar novamente, passar com pinceladas rápidas e com pouco verniz. Depois de seco, pegar uma lixa120 e ir lixando de dentro para fora, de cima para baixo ao redor do prato rodando até sair todo o resto das sobras. Se ficar alguma ruga, passar no guardanapo bem de leve uma lixa dagua, fininha para sair a ruga. Não fazer força p n rasgar o guardanapo. Passar a terceira mão do liquibrilho, bem pouco , pinceladas rápidas para não ficar úmida  a camada anterior. Esperar secar. Passar duas mãos de vernis coralmar ou outro tipo coralar, transparente bem forte, os usados para casco de navio, ou ambientes q recebam água. Tem que ser transparente. Tem uns amarelados que ficam feios mudam a cor do guardanapo. Esperar secar. E está pronto. Atenção!! Não fazer em dias úmidos ou com chuva pois enruga o guardanapo e demora a secar. De preferência de dia e secá-los ao sol. Pode usar secador de cabelos tb. Esses pratos podem ser lavados normalmente ,mas não podem ir na máquina de lavar pratos e nem ficar de molho.



Quarta aula de decoupage básica

Craquelê com cola e secador:

Prepare uma caixa ou outra peça de madeira. Escolha duas cores que façam contraste. Ex: fundo branco e a cor que irá por cima azul marinho ou marrom com amarelo, laranja.  A peça só poderá ficar na posição horizontal. Passe uma mão de cola tenaz ou cascaores diluídas em um pouquinho de água para não ficar grossa demais. Ex Para um copo de cola, uma colher rasa de sobremesa de água, bem pouca mesma. Bom, use um pincel chato para passar a cola de preferência em um único sentido. Colocando mais cola, o craquelado ficará maior e menos cola, menor. Experimente os dois. Bom, depois vem com a outra tinta, em uma única pincelada, coloque a tinta com a mão bem leve. Não retoque. Se ficar alguma falha não tem problemas porque o craquelé é falhado mesmo.Se repassar, ou sobrepor a tinta por cima da cola, não craquela.

Vem depois, com o secador de cabelos bem quente na posição tb horizontal de cima.  Ã medida em que vai secando, vai craquelando e pode ir aproximando o secador da peça para ir mais rápido. No início, não pode porque ele espalha a tinta e estraga. Depende de treino, mas umas duas ou três vezes já da para pegar a manha... Espere secar mais uma ou duas horas e depois de a cera se quiser envelhecer ou dar um tom dourado por ex e depois de seca escove para brilhar. TREINE primeiro em alguma tábua ou papelão grosso.

Obs: Se preferir fazer um craquelê menor, use a cola pura e passe pouca cola e se quizer maior passe muita cola, tem que usar um pincel bem macio para passar a tinta, de fibra natural e quadrado, o efeito será melhor!!!


Terceira aula de decoupage básica

Em peças de madeira:

Lixar bem a peça e dar um fundo com tinta acrílica. Pode comprar um galão daquelas de loja de material de construção, e usar tingidor para fazer as cores ou já comprar as latas de no máximo um litro de cada vez. De preferência ao rolinho de pintura para não ficar os riscos do pincel. Use o pincel para os cantinhos.

Usar guardanapo para decoupage ou papéis para colar. 

Ex: Pode se fazer uma caixa de uma cor lisa, ou usar uma técnica como decapé, craquelé e a tampa fazer com o guardanapo ou papel. Descascar o guardanapo. Ele vem com duas folhas brancas no fundo, se não tirar estraga o trabalho.

Para colar. Usar de preferência o verniz à base de água do tipo (liquibrilho) um que se usa para dar acabamento em parede pintada. Esse verniz é na verdade a termolina. Faz o mesmo papel com a vantagem de ser centenas de vezes mais barato. Passar com pincel nos dois sentidos e vir com o guardanapo. Para ficar sem rugas, coloque por cima, um plástico bem fininho daqueles que se usa no supermercado para colocar verduras. Abra ele e coloque por cima. Passe a mão alisando e retire o plástico. Se tiver alguma ruguinha ou marcas das bordas do guardanapo, vem com um plástico embolado e via alisando bem de leve. Espere secar e de uma mão bem fininha do mesmo verniz a base de água para o acabamento. Se quiser, o guardanapo for menor que a caixa ou o papel, complete com tinta colorida no tom do fundo do guardanapo. Use um pincel de ponta redonda para introduzir a tinta. Espere secar e de uma lixadinha com uma lixa dagua, aquela bem fininha para a pintura entranhar nas bordas do guardanapo. Passe sobre a tinta o mesmo verniz. Na caixa também da o acabamento com o mesmo verniz ou cera.


Técnica do falso couro

Esta técnica tem que ter a mão leve e aconselho treinar antes em um pedaço de madeira ou papelão.
1- Pegue a caixa já lixada.
2- Passe direto, (não precisa dar fundo branco) tinta laranja. Pode ser uma laranja mais forte ou um mais escuro (pouco) pode pingar uma gotinha de marrom para quebrar se a laranja for muito cenoura.
3- Passe com o rolinho duas mãos e cada uma em um sentido par cobrir bem a peça. Se escorrer, lixe logo que secar.
4- Agora a parte mais cuidadosa: pegue uma tinta marrom café, coloque um pouco em uma vasilha e deixe ao lado uma vasilha com água.
5- Arrume pedaços de tecido o ideal são fraldas de pano ou bandagem de hospital, aquelas que se usa para enfaixar, pode comprar em farmácia ou mesmo pano de chão de algodão dos mais finos. 
O tecido tem que ser de puro algodão. Corte pedaços do tamanho de um guardanapo pequeno. Para começar, molhe o tecido na água, aperte nas mãos para tirar o excesso de água. Molhe na tinta e com cuidado comece a bater sobre a pintura laranja. Essa batidinha tem que ser retas. Ou seja, de cima para baixo e nunca deixar o pano com a tinta escorregar para os lados. À medida que se vai batendo umas partes ficam mais escuras e outras mais claras. 
Quando se coloca a primeira batida de tinta, tende a ficar muito grossa, ai vai batendo por cima com o paninho molhado com água para diluir um pouco. Vão batendo por cima de toda a superfície deixando “manchas”, umas mais claras outras mais escuras, o fundo laranja deve aparecer, mas sob uma camada ralinha do marrom com mais água. E outras manchas mais escuras. (olhar na foto) baú em falso couro. Sempre se tem o recurso de tirar o excesso de tinta com o paninho molhado SEMPRE BATENDO. TREINE PRIMEIRO. 
Deixe secar e passe uma primeira mão de verniz acrílico e espere secar. Com um pincel bem fininho, pesponte a peça como se estivesse “costurando” o couro use tinta beije clara quase branca. Contorne a tampa por cima, faça cantos, laterais ao seu gosto, mas não exagere. Fica como se tivesse costurado o couro sobre a peça. 
Por último passe uma segunda mão de verniz acrílico em pinceladas bem rápidas e pouco verniz no pincel, pois antes de pespontar já passamos uma mão! Essa técnica fica muito bonita para fazer peças para escritório como: Lixeira, porta lápis, cachepô para vaso, porta documentos, porta cartas, caixinhas para guardar cartões enfim, uma infinidade de coisas que ficam bonitas e discretas.
Fazendo cores
Para fazermos as cores, é preciso saber que todas as cores podem ser feitas com as cores primárias que são o AMARELO, O MAGENTA E O CIAM. O MAGENTA É UM TIPO PINK QUASE FOSOFRESCENTE, O CIAM É O AZUL CÉU. 

    Bom, vamos começar. Compre um galão de tinta branca Suvinil látex (para pitar parede) Pode ser o branco neve o ou gelo. Distribua em potinhos menores deixando um espaço de mais ou menos 3 dedos par adicionar outras cores. 
    Separe um vidro do tamanho de maionese para deixar o branco q sempre precisamos mais. Ou compre um galão separado só para dividir com o beije (que usamos muito). 
    Compre vários tingidores. Amarelo tem uns dois tons. Compre pelo menos uns 6 vidrinhos, pois ele é usado para quase todas as cores. 
    Compre o Azul marinho, pois não se encontra o “ciam” a menos que na loja de tinta eles dêem os restos dos que sobram nas latas de tingidores profissionais. Eles costumam me dar o que sobra do magenta. É ótimo. Compre vermelhos uns 4 vidros, o verde, o preto e ocre. Acho que são as cores que encontramos de tingidores. As únicas cores que uso muito e compro já prontas são: 

Preto: latas de 1litro, Marrom mais escuro (café) porque faço várias tonalidades e o Branco. Dependendo se for fazer decapé eu compro um galão inteiro de beije ou creme ou pérola. Vale a pena comprar pronto.

    Coloco branco em vários potes. Ai começou a misturar. A mistura vai da sensibilidade de cada uma. Eu chego a fazer umas 6 tonalidades de verde por ex e azul. Vamos às misturas:
    Verde + amarelo = azul, se vc coloca mais amarelo ficará azul turquesa, e mais verde ficará azul petróleo. Só ai já fizemos 3 cores. Pegamos o petróleo e pingamos umas gotinhas de preto e ele ficará mais escuro um pouco.
    Branco (sempre como base) + azul marinho + preto (colocado aos poucos e mexendo sempre, chega a uma tonalidade de azul Jeans.
    O Branco + o azul coloca pouco e vai misturando que fica o azula céu (azul calcinha) rs.. É o ciam. 
    O branco + vermelho + amarelo = laranja. Faça uma quantidade maior e vai dividindo porque a partir do laranja faremos muitas outras. 
    Branco + vermelho + amarelo = laranja
    Este laranja com + amarelo ficará um laranja cenoura.
    Esta cor de cenoura com um pouco de marrom, ficará cor de tijolo. 
    Esta cor de tijolo com um pouco mais de amarelo ficará ocre. O ocre, com amarelo ficará um amarelo mais escuro. Para um tom a mais pingue marrom.
    O ocre com gotas de vermelho, ficará mais um tom diferente de tijolo. O marrom com branco não vai ficar um beije bonito. Coloque aos poucos o amarelo. Ficará um beije perfeito!
    O marrom sendo clareado só com o branco, ele ficará rosado porque tem vermelho no marrom.
    Branco + gotas de marrom + amarelo = beije
    Branco + beije = pérola

    Para se obter um marrom se você não tiver já pronto, coloque o vermelho com o preto. Faz a base com o branco, coloque muito tingidor vermelho e vai colocando o preto. Ele vai ficar vinho. Já separa o vinho, e para chegar mais perto do marrom, vá pingando o amarelo.
    Tem-se uma boa quantidade e de vermelho pronto, e não se usa muito, coloque o branco e faça várias tonalidades de rosa. 
    Marrom + pouco branco = chocolate
    Marrom + muito branco e amarelo = caramelo 
    Marrom + branco meio a meio = café com leite
    Chocolate + branco = chocolate claro
    Magenta + branco = rosa
    Branco vermelho = rosa
    Rosa amarelo (pouco) = salmon
    Rosa + gotinhas de azul = lilás
    Rosa + gotinhas de azul marinho mais forte e gotinhas de vermelho. Vai colocando que chega ao roxo.
    Se ficar muito roxo, coloque o branco ele volta ao lilás.

    O verde
    Faça com o branco e o tingidor um verde mais escuro.
    Separe um pouco, e pingue tingidor marrom que ele fica verde folha.
    Verde folha + gotinhas de preto = verde folha mais escuro
    Verde folha + amarelo = verde claro.
    Verde claro + branco + amarelo = verde limão
    Verde claro mais azul ficará um verde piscina (poucas gotas do azul) ou coloca o verde claro mais o azul claro.
    Este verde piscina mais branco ficará verde água.

    Azul escuro + verde escuro = petróleo
    Preto + branco = cinza

    Atenção! Misturar cores é uma terapia (uma arte) tão boa quanto fazer a decoupage. Tem que se tirar um tempo para isso. E como brincar com as cores.     Separes várias colheres de plástico ou mesmo de metal só para esta finalidade.    
    Ao colocar o tingidor vá mexendo a tinta demora a pegar a tonalidade. Para ficar homogênea tem que misturar bem. 
    Todas as tonalidades podem ficar mais claras ou mais escuras com a ajuda do branco, no entanto, quase todas também precisam de gotas de amarelo neste clareamento para não perder a tonalidade.
    No caso do verde, sempre precisamos do ciam, ou seja, o azul claro para chegarmos a um tom mais claro. Nos tons de marrom, lilás, e rosa, o ideal é o Magenta, mas da para usar o pink no lugar.
    Se a tinta estiver grossa demais, pode adicionar uma mínima quantidade de água porque ele pega mau cheiro principalmente se guardar. 
    Para guardar tampe bem os vidros.


            Azul escuro + verde escuro = petróleo


            Preto + branco = cinza



Atenção! Misturar cores é uma terapia (uma arte) tão boa quanto fazer a decoupage. Tem que se tirar um tempo para isso. E como brincar com as cores. Separes várias colheres de plástico ou mesmo de metal só para esta finalidade.

Ao colocar o tingidor vá mexendo a tinta demora a pegar a tonalidade. Para ficar homogênea tem que misturar bem.

Todas as tonalidades podem ficar mais claras ou mais escuras com a ajuda do branco, no entanto, quase todas também precisam de gotas de amarelo neste clareamento para não perder a tonalidade.

No caso do verde, sempre precisamos do ciam, ou seja, o azul claro para chegarmos a um tom mais claro.

Nos tons de marrom, lilás, e rosa, o ideal é o Magenta, mas da para usar o pink no lugar.
Se a tinta estiver grossa demais, pode adicionar uma mínima quantidade de água porque ele pega mau cheiro principalmente se guardar.

Para guardar tampe bem os vidros.



2 comentários:

  1. Amei os trabalhos e as dicas. Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a dica,compartilhando aqui!! Forte abraço Willian mdf artesanato
    faça-nos uma visitaWWW.CENTRALCAIXAS.COM

    ResponderExcluir

Gostou então comente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Recent Posts

Blogobo.com